COMEMORAÇÃO

Main Menu

Conheça a Fema

Vacina BCG

Vacina BCG completa 100 anos em 2021

 

 

 

Imunizante contra o vírus da tuberculose é disponibilizado gratuitamente pelo SUS desde 1976

 

 

Criada em 1921 em Paris no Instituto Pasteur, a vacina BCG (Bacilo Calmette-Guérin) completou 100 anos de existência no último dia 1º de julho. O imunizante protege contra o vírus da tuberculose e é disponibilizado gratuitamente a crianças de 0 a 4 anos pelo Sistema Único de Saúde do Brasil desde 1976.

 

No entanto, mesmo sendo um imunizante que protege contra a tuberculose, uma doença infecto contagiosa, a porcentagem de crianças vacinadas vem caindo nos últimos anos. Segundo o DataSUS, em 2020 apenas 73,38% das crianças com idade oportuna se vacinaram, já em 2018 esse número foi bem maior, 99,72%. Olhando por esse lado, é importante reforçar ainda mais o quanto a Vacina BCG é importante, uma vez que essa ela previne formas graves da Tuberculose, suas sequelas e até mesmo a morte em crianças de até 4 anos, sendo essa faixa etária a que mais corre risco de complicações da doença.

 

De acordo com o Dr. Hugo Belavenute Pinto, professor do curso de Medicina da Fundação Educacional do Município de Assis (FEMA) e coordenador do Internato de Pediatria da instituição,“a tuberculose é transmitida de pessoa a pessoa pelo ar, por meio de tosse, espirro ou fala e afeta principalmente os pulmões. Mas também pode comprometer ossos, rins e meninges (membranas que envolvem o cérebro). É por esse motivo que a vacinação é recomendada o quanto antes, ainda na maternidade, porque a tuberculose é altamente transmissível, e o contato com algum adulto infectado evolui de forma muito mais grave no recém-nascido, provocando sequelas ou alta mortalidade. A tuberculose está entre as 10 causas de morte no mundo: foram 10 milhões de casos e mais de 1 milhão de óbitos em 2019, embora haja vacina e tratamento, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)”, explica o médico.

 

No Brasil, a doença é um sério problema de saúde pública, com maiores índices entre populações mais vulneráveis, como indígenas, moradores de rua e pessoas com HIV. Em 2020, o país registrou 66.819 casos novos de tuberculose. Em 2019, foram notificados cerca de 4,5 mil óbitos pela doença, segundo o Ministério da Saúde”, conta o acadêmico de Medicina, Marco Antônio Carvalho Gonçalves. Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), além das crianças de 0 a 5 anos, a vacina também está recomendada na população adulta que convive com pessoas que possuem Hanseníase. Já suas contra-indicações são pessoas imunodeprimidas e recém-nascidos de mães que usaram medicamentos que possam causar imunodepressão do feto durante a gestação e prematuros, até que atinjam 2 kg de peso. O imunizante pode ser encontrado também em Unidades Básicas de Saúde e clínicas privadas de vacinas.

 

 

facebook logo

SIGA FEMA ASSIS 

 

MAIS NOTÍCIAS DA FEMA

 

Back to top