Main Menu

Conheça a Fema

nursinglogoArtigo de aluna é publicado na revista Nursing

Pesquisa abordou atendimento dos enfermeiros ao Transtorno de Borderline

Escrito por Silvio Moura

Assessoria de Comunicação Fema

 

Pela segunda vez no ano, artigo produzido por estudante do curso de Enfermagem da Fema é publicado na revista Nursing. A autora é Ana Paula Carvalho Cassiano, formada em 2015. A pesquisa tratou a “Percepção dos enfermeiros frente ao atendimento de portadores do Transtorno de Borderline”.

A ex-aluna conta que a ideia surgiu quando ela estava no segundo ano de Enfermagem. “Tínhamos aula de Psiquiatria. Foi aí que descobri que sofro do transtorno. Como paciente, notei que as unidades básicas de saúde não tinham um atendimento satisfatório da doença. Veio assim a curiosidade de entender melhor o problema”.

Dessa forma, o estudo abordou a percepção dos enfermeiros na atenção primária na assistência aos portadores do transtorno. Além disso, analisou o conhecimento dos profissionais em relação à patologia e como ele se sente no atendimento do Borderline frente aos pacientes.

Segundo o professor Daniel Augusto da Silva, orientador do trabalho, essa linha de pesquisa ainda é pouco explorada. “Não encontramos nenhum outro artigo que falasse do atendimento do enfermeiro em relação ao Borderline”.

Nursing BorderlineO transtorno está diretamente relacionado aos limites das emoções, gerando uma reação intensa. Muitas vezes confundido com outras patologias, o que o difere dos demais é a automutilação. A doença passou a ser diagnosticada recentemente.

“Com as reações, na verdade, a pessoa quer ‘chamar a atenção’. O acompanhamento psicológico é fundamental, pois o paciente quer ser ouvido”, explica Ana Paula. “Acredito que o enfermeiro, já na atenção primária, deva ter essa capacidade de escutar, e assim prestar uma assistência de melhor qualidade”.

A ex-estudante diz que a pesquisa mudou a forma de lidar com a doença. “Quem tem o transtorno vive em situações de descontrole. Com esse projeto, no meu caso, isso mudou porque foquei o meu problema em algo que gosto: a pesquisa. Eu sei o que eu preciso para estar no controle das minhas emoções”.

O trabalho de Ana Paula foi realizado com recursos do PIC, o Programa de Iniciação Científica da Fema. A instituição estimula a produção científica há 15 anos, incentivando a publicação dos estudos. Em 2016, para ampliar a divulgação das pesquisas, a entrega do PIC passou a ser no formato de artigo.

“Temos mais artigos em fase de elaboração para submeter às revistas científicas”, conta o professor Daniel Augusto. “Estamos criando também o Comitê de Ética em Pesquisa, CEP, para dar mais agilidade ao envio e aceitação dos projetos. Com isso, vamos ter mais publicações da Fema”.

O artigo de Ana Paula foi apresentado no Congresso Nacional de Iniciação Científica em Ribeirão Preto, ano passado. Na edição de setembro de 2016 da Nursing, ganhou destaque na capa. A revista tem importância nacional e seus artigos são indexados nos principais bancos de dados de Enfermagem, como Lilacs, Bdenf e Global Health. 

 

LEIA TAMBÉM - Revista publica artigo da Enfermagem

MAIS NOTÍCIAS DA FEMA