Main Menu

Conheça a Fema

Joao de Castro2Alunos falam sobre alimentação saudável

Estudantes estiveram na escola João de Castro, no Parque Universitário

Escrito por Silvio Moura

Assessoria de Comunicação Fema

 

Os estudantes de Medicina da Fema seguem desenvolvendo ações voltadas à qualidade de vida das comunidades. Na semana passada, o grupo da ESF Parque Universitário esteve na EMEIF João de Castro.

A atividade ressaltou os benefícios da inclusão das frutas na dieta alimentar. “Após visitas no bairro, foi constatada a grande presença de moradores, pacientes com um quadro de hipertensão e diabetes, inclusive em crianças, consequência de uma alimentação desregrada”, explica a professora Vanessa Fagundes.

A partir desse cenário, os alunos passaram a desenvolver planos de cuidado e prevenção. Os estudantes da Fema, dessa forma, apresentaram na quinta-feira, 25, uma rápida palestra ressaltando a importância dos alimentos e ensinaram às crianças do quinto ano da escola João de Castro a fazerem suco de frutas. Um teatro de fantoches, produzido pelos agentes comunitários, trouxe o ‘rap das frutas’.

Joao de Castro 1As frutas utilizadas nas receitas são de fácil acesso. Para despertar o interesse das crianças, os sucos receberam nomes de personagens, como Barbie e Homem-Aranha. “O objetivo é também fazer com que os próprios filhos influenciem os hábitos alimentares dos pais em casa”, lembra a professora Vanessa, que tem o apoio da preceptora Rosana Caçador Nunes nas ações elaboradas na ESF Parque Universitário.

A Medicina da Fema está presente em 10 unidades da Estratégia Saúde da Família. Além do Parque Universitário, atividades são realizadas constantemente na Bela Vista, Cohab, Colinas, Eldorado, Jardim Três Américas, Progresso, Prudenciana, Vila Cláudia e Vitória.

A Estratégia Saúde da Família é uma evolução do Programa Saúde da Família, implantado pelo Ministério da Saúde em 1994. Em Assis, o projeto teve início em 1995. A ESF é composta por um médico generalista, enfermeiros, auxiliares e agentes comunitários, e passou a contar com a Medicina da Fema em 2016.

 

LEIA MAIS NOTÍCIAS