Main Menu

Conheça a Fema

marcelo caetanoPerfil: Marcelo Leonel Caetano

Formado na Fema, químico trabalha na Tereos Amido & Adoçantes

Escrito por Silvio Moura

Assessoria de Comunicação Fema

 

Marcelo Leonel Caetano foi estudante do curso de Química Industrial da Fundação Educacional do Munícipio de Assis – Fema entre 2009 e 2012. Atualmente, trabalha na Tereos, em Palmital.

Caetano comenta na entrevista a seguir seus desafios profissionais e a importância de sua passagem pela instituição. O químico lembra também o quanto há espaço na região de Assis na área em que atua.


Onde trabalha atualmente?

Estou na Tereos Amido & Adoçantes, em Palmital. Atuo como Líder de Garantia da Qualidade responsável pela implantação e manutenção da Norma FSSC 22000 - Segurança de Alimentos; Gestão Ambiental; controle de custo; desenvolvimento de especificações de insumos; desenvolvimento de treinamentos voltados da garantia da gualidade; auditor da Norma FSSC 22000; contato com órgãos públicos, como Anvisa, Cetesb, Cetea, Mapa; gestor da equipe de limpeza e higienização, dentre outros itens.

Qual a importância do curso na sua formação?

Primeiramente, o curso de Química Industrial foi custeado em 60% pela empresa Zilor, onde trabalhei anteriormente. A graduação da Fema é conceituada nas empresas da região e todos os gestores da produção foram ou estão sendo formados pela instituição. A formação em Química, juntamente com a dedicação profissional, possibilitou a manutenção de emprego próximo a minha família, além de propostas de grandes grupos processadores de alimentos no Brasil. Outro ponto importante é que iniciei em consultoria voltada ao ramo de bebidas e indústria de materiais de limpeza. Continuando a vida acadêmica, atualmente sou pós-graduado pela UNESP em Gerenciamento de Recursos Hídricos e estou cursando Engenharia de Produção Mecânica, na UNIP.

Mesmo com a crise econômica, há espaço para novos profissionais nesse mercado em que você atua?

Sim, o mercado é deficiente em profissionais dedicados e com boa formação. Em síntese, o profissional deve ser um exemplo de caráter e dedicação na escola, no trabalho e na família, para ter sucesso.

E para os recém-formados? Há vagas aqui em Assis e na região do Paranapanema?

Sim, o estudante deve procurar estágios durante a vida acadêmica, porque isso possibilita vagas futuras. Muitos não querem estágio sem remuneração, o que é uma falha. Outro ponto é quando o aluno sai da faculdade pensando que sabe tudo, isto vai em via contrária à humildade, um ponto básico para crescer profissionalmente. Digo isso, pois no mercado existem muitos profissionais com décadas de experiência e, às vezes, sem mesmo saber escrever. Em casos como esses, a humildade e o companheirismo são a chave para uma parceria entre intelecto e experiência.

Qual o conselho daria para os futuros profissionais?
Cative e motive as pessoas a sua volta. Você vai precisar delas. Trabalhe como se estivesse sendo observado, pois na verdade você sempre está. 70% de um bom profissional é feito com base no relacionamento e os outros 30% é a parte técnica.

 

LEIA MAIS NOTÍCIAS