Main Menu

Conheça a Fema

paula consoli sbqAluna apresenta pesquisa na SBQ

Congresso é um dos mais importantes da América Latina

Escrito por Silvio Moura

Assessoria de Comunicação Fema

 

Paula Consoli Ireno Franco, aluna do quarto ano do curso de Química Industrial da Fundação Educacional do Município de Assis – Fema, teve um momento especial em sua vida acadêmica ao participar do 39º Congresso da SBQ, a Sociedade Brasileira de Química. “Amei. Foi uma experiência incrível que abriu totalmente minha mente”.

O trabalho da estudante foi aprovado pela SBQ e selecionado para ser exposto durante encontro que aconteceu entre os dias 30 de maio de 2 de junho, no Centro de Convenções de Goiânia, GO. O título da pesquisa é Preparação de filmes biodegradáveis de amido de mandioca reforçados com fibra de cana-de-açúcar. A aplicação do trabalho tem um objetivo bem definido: “Esse filme biodegradável diminui o impacto ambiental”, explica a aluna.

Em Química, o termo “filme” é designação de plástico. A ideia inicial é que esse filme biodegradável substitua o plástico tradicional que cobre as massas de pastel. “A aplicação, por ser de fonte natural, ainda apresenta muita umidade, é higroscópica. Vamos melhorar as propriedades para chegarmos ao resultado final”.

A apresentação da pesquisa da estudante da Fema ocorreu no segundo dia do evento, 1 de junho. Todos os trabalhos foram colocados em stands com painéis com o resumo da pesquisa e divididos por área de atuação. Apenas na área de Química de Materiais, a mesma do projeto da estudante, mais de 100 foram expostos.

Paula Consoli conta uma curiosidade do congresso. “O examinador não se apresenta. Ele se aproxima, pergunta quem é o autor do trabalho e fica atento à apresentação. No final, e depois de fazer algumas perguntas, a pessoa se identifica e faz anotações”.

A linha de pesquisa trabalhada pela estudante foi possível com os recursos oferecidos pelo PIC da Fema, o Programa de Iniciação Científica, que completa 15 anos em 2016. A orientadora é a professora doutora Mary Leiva de Faria, coordenadora da graduação de Química Industrial, e a co-orientadora, a professora mestre Ana Paula Bilck, da UEL, Universidade Estadual de Londrina.

Além de expor o trabalho para dezenas de participantes entre pesquisadores, estudantes e profissionais, inclusive de fora do Brasil, Paula Consoli assistiu à palestras e workshops. “Voltei para Fema com pensamento diferente do que eu tinha. Eu digo aos meus amigos que eu voltei conhecendo literalmente o que é Química. Lá, eu aprendi o que é a Química”.

A Sociedade Brasileira de Química é uma das mais importantes e influentes associações dessa área no Brasil e na América Latina. Criada em 1977, a SBQ surgiu para que os cientistas brasileiros que atuam em Química e áreas afins fossem representados com vigor nos fóruns científicos e de política científica e desenvolvimento.

Paula Consoli agradece o apoio que teve no desenvolvimento da pesquisa. “A Fema me ajudou no projeto, cobrindo inclusive custos da viagem. Agradeço também minhas orientadoras e minha família”. A aluna, que se forma este ano, não vai parar. “Quero fazer mestrado”. 

workshop sbq

 

 

LEIA MAIS NOTÍCIAS