Imprimir

Presidente visita instalações da Fema

 

Professor Francisco Carbonari fez um tour pelas dependências da instituição


Escrito por Silvio Moura

Assessoria de Comunicação Fema

 

A Fundação Educacional do Município de Assis – Fema recebeu nessa semana o atual presidente do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, CEE-SP, o professor Francisco José Carbonari. 

Acompanhado do diretor da Fema/Imesa, Eduardo Augusto Vella Gonçalves, e do presidente do Conselho Curador, o professor doutor Ulysses Telles Guariba Netto, Carbonari, em dois dias de visita, conheceu as estruturas dos cursos, conversou com os docentes e fez um tour pelos laboratórios da faculdade.

O presidente do CEE-SP se mostrou satisfeito com o que viu. “É um campus espaçoso, bonito e agradável. Prédios em boas condições, laboratórios adequados, alunos animados. A Fema está entre o grupo das melhores instituições municipais”.

Durante o encontro com os coordenadores da graduação, Carbonari reforçou os princípios que devem conduzir o ensino superior das instituições municipais do Estado: qualidade e inserção na comunidade.

Para o professor, a sociedade local deve entender que a instituição de ensino pertence a ela. “É fundamental que a Fema continue estabelecendo essa relação, esse vínculo com a comunidade, que tem de entender que a fundação não tem dono”.

Carbonari é um entusiasta do modelo de financiamento que rege as instituições municipais de ensino superior de São Paulo, único Estado a adotá-lo em grande escala. “Estou conhecendo as 22 fundações que utilizam esse modelo alternativo em que os recursos vêm da mensalidade dos alunos. O mais importante é que esse financiamento seja revertido em investimentos dentro da própria instituição”.

O diretor Eduardo Vella disse que a Fema se sente honrada em receber o presidente do CEE-SP. “Motivo de grande orgulho e satisfação poder mostrar a faculdade. Essa vinda é um sinal de que o conselho cada vez mais dá importância às instituições municipais de ensino”.

O Conselho Estadual de Educação de São Paulo estabelece regras para todas as escolas das redes estadual, municipal e particular, desde a educação infantil, até o ensino médio e profissional, nas modalidades presencial e a distância. Também cabe ao CEE-SP orientar as instituições de ensino superior do Estado, bem como credenciar seus cursos.

Em caravana pelas cidades do interior, o professor Francisco José Carbonari ficou impressionado com o desenvolvimento da região. “O interior de São Paulo é o Brasil que dá certo. Tenho visto cidades estruturadas com problemas básicos, senão resolvidos, muito bem encaminhados. O agronegócio indo muito bem. E altos índices de qualidade de vida. Vou me mudar para o interior”.

A visita às instituições municipais de ensino superior de São Paulo resultará na elaboração de um trabalho sobre os benefícios desse modelo híbrido de financiamento, como uma forma de expansão do ensino superior de qualidade tendo como premissa a participação ativa junto às comunidades locais.

 

LEIA MAIS NOTÍCIAS